Escravizados, nativos e roceiros

Está aberto até 10 20 Janeiro o CfP deste simpósio (Salvador, Bahia, 27-29 maio 2020), que aborda o protagonismo dos povos escravizados, dos nativos, dos mestiços e das parcelas livres não proprietárias ou pequeno-proprietárias (roceiros, posseiros, foreiros, pequenos lavradores em geral), no âmbito nos Impérios Ibéricos, entre os séculos 16 e 19. Tópicos principais: condições de trabalho e fiscalidade (escravidão, mita, tributos sobre produção e circulação); disputas por recursos naturais (acesso à terra, água, pasto); resistências à assimilação cultural. Mais info.